Voltar para home

Violência

Morte por arma de fogo no Brasil aumenta 387% em 32 anos

Postado em 15/05/2015

"O Brasil registrou em 2012 o mais alto número de vítimas de armas de fogo desde o início da série histórica do Mapa da Violência, de 1980, segundo o mais recente levantamento divulgado pela Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco). Foram 42.416 mortes naquele ano, a maioria entre jovens e negros."

"Entre 1980 e 2012, morreu no Brasil um total de 880.386 vítimas de disparos de armas de fogo. O total de mortes saltou de 8.710, em 1980, para 42.416 no fim desse período - alta de 387%, enquanto a taxa de crescimento populacional foi de aproximadamente 61%. Desse total, 497.570 eram jovens na faixa de 15 e 29 anos de idade, o que representa 56% das vítimas, embora os jovens representem cerca de 27% da população do país nesse período."

"Entre os jovens de 15 a 29 anos, essa alta foi ainda maior: passou de 4.415 vítimas em 1980 para 24.882 em 2012, um salto de 463,6%. Só em 2012 foram 75.553 óbitos de jovens por diversos motivos, dos quais 24.882 decorrentes de armas de fogo, principal causa de mortalidade da juventude brasileira, atrás de causas como acidentes de transporte e HIV."

"Segundo o levantamento, o Brasil ocupa a 11ª posição em um ranking feito com 90 países, a partir de dados da Organização Mundial da Saúde (OMS), com maiores índices de óbitos por arma de fogo, com uma taxa de 21,9 mortes a cada 100 mil habitantes. O Brasil ficou atrás de países como El Salvador, Venezuela, Guatemala e Colômbia. O estudo toma como referências Polônia e Reino Unido, por exemplo, cujas taxas são de respectivamente 0,3 e 0,2."

"No total, armas de fogo foram responsáveis por 42.416 mortes em 2012, o que representa 116 mortes a cada dia daquele ano, sendo 2,5 vezes mais negros que brancos. A proporção de homens é de 94% para a população total e 95% para a jovem. De acordo com o estudo, 94,5% do total de mortes resultaram de homicídios. As demais causas apontadas são acidente (284), suicídio (989) ou indeterminada (1.066)."

 

Veículo: Valor Econômico

Título original: Morte por arma de fogo é recorde e aumenta 387% em três décadas

Link: http://www.valor.com.br/brasil/4049132/morte-por-arma-de-fogo-e-recorde-e-aumenta-387-em-tres-decadas

Data da matéria: 14/05/2015

Jornalista: Bruno Peres

Fonte oficial: Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco)

Palavras relacionadas: violência, violência no Brasil, estatuto do desarmamento