Voltar para home

Trabalho emprego

Rio responde por quase metade do corte de empregos do Brasil no 1º bimestre de 2015

Postado em 20/04/2015

"O mercado de trabalho no Rio começa a dar sinais de freada brusca. Com as incertezas do setor de petróleo e os efeitos da desaceleração econômica no país, os dados são claros: dos 84.189 postos com carteira assinada eliminados no Brasil nos dois primeiros meses do ano, quase metade (39.722) estava concentrada na Região Metropolitana do Rio. Somente em fevereiro, das 2.415 vagas cortadas no país, 82,5% estavam na cidade do Rio e 61,47%, no estado, de acordo com dados do Ministério do Trabalho, compilados pela Tendências Consultoria."

"No primeiro bimestre, além da dispensa de temporários do comércio, que cortou 20.072 postos e é típica dessa época do ano, o saldo negativo na região foi influenciado pelo fechamento de 9.231 vagas na construção civil, principalmente por causa das demissões de operários do Comperj. Também pesou o resultado no setor de serviços, que teve saldo negativo de 7.190 vagas no mesmo período."

"Os dados do mercado metropolitano, medidos pela Pesquisa Mensal de Emprego do IBGE, confirmam a piora. A taxa de desemprego entre janeiro e fevereiro subiu de 3,6% para 4,2%, ainda a menor entre as regiões. A renda do Rio acompanhou a queda em todas as regiões, e recuou 1,4% entre janeiro e fevereiro, o que representa a primeira variação negativa em 28 meses."

 

Veículo: Gazeta do Povp

Título original: Com crise do petróleo, Rio respondeu por quase metade de corte de vagas formais no país

Link: http://www.gazetadopovo.com.br/economia/com-crise-do-petroleo-rio-respondeu-por-quase-metade-de-corte-de-vagas-formais-no-pais-d55pjrbrzz5fmtbclq1e64vy1

Data da matéria: 18/04/2015

Jornalista: Agência O Globo

Fonte oficial: Dados do Ministério do Trabalho, compilados pela Tendências Consultoria

Palavras relacionadas: trabalho, emprego, crise no emprego, mercado de trabalho